quinta-feira, 11 de maio de 2006

Quem me dera.

Naquela angústia, naquele pânico, naquela ânsia de viver. Quem me dera ser como tu. Quem me dera saber morrer.

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.