quinta-feira, 1 de junho de 2006

Para rir ou para chorar, é p'ró menino e p'rá menina, cada cor seu paladar.

- Porque vais?

- Porque quero. Porque tenho vontade...

- Vontade de partir?

- Vontade de fugir.

- E de que foges tu?

- De nada. Fujo do nada.

- No fundo gostavas de ficar.

- Não quero ficar. Mas gostava de ter uma razão para não querer partir.

- É triste, a tua história.

- Qual história? Não há história nenhuma! Não tenho nada para contar.

- Não sei dizer se me fazes rir ou se me dás vontade de chorar...

2 comentários:

Deb disse...

daí o lacrimejar :)
ehehe

jorge durões disse...

A vida é assim mesmo. Também eu fujo do nada... Simplesmente pq é mais facil fugir do que enfrentar.

beijos grandes